Acompanhe Belisa Ribeiro




 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Gazeta Mercantil – economia politizada
Reivindicação Sindical



Gazeta Mercantil – economia politizada
Habitação



No Globo, a grande escola
Caixa Econômica


 

Militância na imprensa sindical
Lauda Lide


 

Na capital - Informe JB
É mais em baixo



Na capital - Informe JB
Feliz Aniversário PT


 

Na capital - Informe JB
Jornalismo



Gazeta Mercantil – economia politizada
Gazeta Mercantil


 

Militância na imprensa sindical
Lide - Cartões



Militância na imprensa sindical
Jornal Metalúrgicos de Niterói.


 

Militância na imprensa sindical
Jornal do SindMed



Militância na imprensa sindical
Jornal O Rodoviário Carioca



Militância na imprensa sindical
Jornal O Frentista


 

Militância na imprensa sindical
Jornal O Vidreiro



Militância na imprensa sindical
Pelos direitos dos trabalhadores



Militância na imprensa sindical
Jornal Terceiro Trilho


 

Militância na imprensa sindical
Voz dos sindicatos



Militância na imprensa sindical
Jornal Folha do Professor



Clipping biográfico
Correspondente NY


 

Clipping biográfico
Veja - Gente


 

Clipping biográfico
Ela ele - Click


 
 
 
 

Escritora - Bomba no Rio Centro
Livro reeditado



Escritora - Bomba no Rio Centro
Livro Bomba no Rio Centro



A estréia nas páginas como modelo
Jornal do Brasil


 

A estréia nas páginas como modelo
A Cigarra



A estréia nas páginas como modelo
Primeiras fotos - Passei no teste!


 

A estréia nas páginas como modelo
Evandro Teixeira


 
Comentários:


Maria Inês Duque Estrada
Maravilha as memórias do JB! Quantas saudades... Excelente a entrevista de Roberto Quintaes. Parabéns, Belisa.
Tiago Baltar
Foi um prazer ter participado da entrevista com o grande mestre Evandro. Muitos ensinamentos sobre momentos emocionantes de sua vida e da história do país e do mundo. Parabéns!
Eneida Ribeiro
Affonso Romano de Sant´Anna e Marina Colasanti foram colaboradores que engrandeceram em muito o nosso inesquecível Jornal do Brasil
Roberto Pereira
Belisa, parabéns pelo depoimento do Dines. Sensacional. Tenho muita saudade do insubstituível Jornal do Brasil.
diana aragão
Otima entrevista grande menina do B e gostei muito da lembrança da saudosa Lena Frias. Parabéns.
Cassia Rocha
Norma, boas reflexões.... Privilégio é ter acervo para fazer retrospectiva, invocar momentos, episódios únicos... Com leveza, inteligência, beleza. Salve!
Paulo Macedo
Norma Couri, Ciléia Gropilo, Joëlle Rouchou, Lena Frias, Mara, tantas mentes brilhantes: Joelle Rouchou, Mara, Lena Frias. Caderno B nota A.
João Batista C. Filho
Belo e oportuno resgate Belisa. Algo de estímulo para o presente?
Carlos Moura
Saudades do velho JB, viu, Belisa Ribeiro?...Nooosssaa...
Décio José Marques
Olá...tudo que faz menção ou qualquer referência,seja à emissora ou ao jornal JB me causa interesse!Vivi,absorvi e respirei esta instituição!Este legado não me desfaço jamais!Na emissora,na década de sessenta,aprendi a OUVIR a boa música e no jornal aprendi a despertar interesse por edital com qualidade superior!Pena que nova geração não teve esta oportunidade!Lamentável!
Elizabeth Oliveira
Decidi ser jornalista ao me apaixonar pelo JB, ainda na infância. Meu pai era leitor assíduo. Um jornal que encantou gerações e deixou muitas saudades...
Mano Melo
Fui leitor assíduo do JB. É uma pena ter acabado. Absurdo uma cidade importante como o Rio ser refém de apenas um jornal. Não tem mais JB, nem Correio da Manhã, nem Última Hora, que faziam o contraponto. Mas o JB sempre foi o jornal de minha preferência. Fui leitor fiel até seu final. Até hoje não entendo como acabou. Quando passo na Av. Brasil, e vejo aquele prédio abandonado, sinto muita pena.
Luiz Orlando Carneiro
A entrevista do Lemos, meu chefe durante muito tempo, está do c........ A cara, a cabeça, a língua, o talento, a criatividade, enfim, o gênio dele. Bj do Luiz O
Romildo Guerrante
Belisa, só hoje tive tempo de ver a entrevista do Lemos. Importantíssima. Me trouxe muita coisa à memória, e o melhor, ele definiu o que fazia o estilo JB: mixing da agressividade de Lacerda na Tribuna com leveza do Diário Carioca. Ótima a radiografia da capa do Allende, a participação do José Carlos Avellar, muito legal. O texto era do Lutero. Beijocas muitas Romildo
Romildo Guerrante
Luiz Orlando traçou o quadro que eu vi nos idos de 64. Pressão sobre Jango para fazer reformas que ele não tinha condições políticas de fazer. Então façamos na marra, gritaram alguns líderes sindicais insensatos. Deu no que. Sabíamos que o golpe vinha, que se articulava, mas a arrogância impediu a cautela que nos poderia ter evitado a ditadura. A radicalização interessava a alguns, o infiltrado Cabo Anselmo, por exemplo. Parabéns a Belisa por abrir o microfone ao LO.

 

© 2019/2020 - Todos os direitos reservados para o autor, exceto quando informada a autoria de textos de terceiros.
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
BelisaRibeiro.com.br